Perder peso para melhorar a autoestima e ter saúde, portanto nesse blog tem tudo o que é relativo aos meus cuidados e interesses com a aparência e saúde.

terça-feira, 28 de abril de 2015

Identificando problemas nos cabelos

Para tratar dos cabelos corretamente, é preciso buscar cuidados para os tipos de madeixas, e investir em cuidados específicos em casa ou no salão. Mas além de escolher shampoos, condicionadores e máscaras de acordo com os fios (cacheados, crespos ou lisos) e as cores, é preciso investir em cuidados para os problemas mais comuns dos cabelos, como ressecados, pontas duplas, porosidade e danos profundos. Para diagnosticar corretamente, é preciso ficar atenta ao aspecto e textura dos fios.

Como saber se os fios estão saudáveis?
O primeiro degrau na escala de desgaste nos fios são os cabelos saudáveis. Esse tipo de madeixa não apresenta nenhum dano, é macio, com brilho e estrutura forte e na maioria das vezes, é virgem. A cabeleireira Carla Soares explica que apesar da fase de desejo de muitas mulheres, é difícil chegar a essa classificação: "Apesar dos diversos tratamentos para o cabelo, serviços de tintura e alisamento afetam o fio, mesmo que só um pouco. É muito raro alguém ter o cabelo 100% saudável, mas dá para chegar quase nisso com o cuidado certo", explicou.

Primeiros passos: Como identificar o cabelo ressecado?
Os ressecados apresentam poucos desgastes. As cutículas estão levemente abertas por processos mecânicos - por chapinha e secador - ou químicos, mas continuam mantendo o brilho e estrutura apesar de levemente áspero. Em cabelos cacheados e crespos, o caso é mais sério, porque o formato não deixa que a oleosidade natural das madeixas chegue até as pontas e deixa a extensão dos fios mais ressecadas que os lisos. Como o próprio nome já diz, o ressecado são fios secos, que precisam de água para voltar ao normal. Para acabar com esse tipo de problema, invista em produtos hidratantes, para repor a umidade natural e nutrientes que as madeixas precisam.

Além do ressecado: fios frágeis, fracos e com pontas duplas
Os ressecados podem ser mais intensos dependendo do tipo de química usada nos cabelos. Quem está com as madeixas nesse estado, tem os cabelos de estrutura frágil, que armam facilmente, ásperos, embaraçados, com frizz e pontas duplas. O vilão dessa etapa é o pH, que é alcalino nos procedimentos químicos e faz as cutículas dos fios abrirem e não voltarem ao formato natural: "O pH mais alcalino, de 8 para cima, pode causar a divisão dos fios, a famosa ponta dupla. Também é possível aumentar o enroscamento entre a fibra, o embaraço entre os fios, porque as escamas abertas 'agarram' uma na outra", conta o mestre em fármaco e cosmetologia Rogerio Kreidel.
Para resolver o ressecamento, o ideal é investir em produtos com pH mais ácido, que fecham as cutículas dos fios, e intercalar hidratações semanais para repor a água perdida com tratamentos de queratina e outros reconstrutores, para recuperar a estrutura dos fios e deixá-las mais fortes.

Saiba identificar a porosidade
Os cabelos porosos vão além do ressecado. As madeixas sofrem com o estado áspero e ressecado e ficam quebradiças e sem elasticidade. Isso acontece porque os fios começam a perder cimento intercelular, responsável pela coesão da fibra capilar. Para identificar se os cabelos estão porosos, além de ressecados, Carla Soares explica que é possível fazer um teste simples: "segure os cabelos e os estique. Com o polegar e o indicador em formato de pinça, passe os dedos pelos fios. Se encontrar nós ou mesmo uma areiazinha, é sinal que as cutículas estão abertas, e o cabelo poroso".
Como cabelos porosos não absorvem substâncias, já que as escamas estão abertas permanentemente, as madeixas ficam espigadas e opacas, e a coloração não fixa corretamente, durando menos tempo e até ficando alterada pela saturação do pigmento. Para resolver a porosidade, é preciso repor massa dos fios, processo conseguido com produtos reconstrutores e procedimentos como a micro-queratinização, que cuidam da saúde da fibra do cabelo, e hidratações com ceramidas, que funcionam como uma cola nas cutículas, evitando a perda de água.

Identifique os cabelos muito danificados e saiba tratar
A última etapa na escala das madeixas detonadas é a de cabelos muito danificados por diversos processos, como descolorações e relaxamentos. O cabelo, além de muito ressecado e poroso, perde a elasticidade e fica com a fibra frágil, a ponto de esfarelar ou partir em um esforço maior, como escová-los vigorosamente. Nessa etapa, é comum aparecer o efeito chiclete, em que o cabelo fica elástico, o que pode ser observado principalmente quando os fios estão molhados, em que ao puxar a mecha, ela encolhe de forma franzida, sem elasticidade.
Muitas mulheres acham que, neste ponto, não há mais retorno para o tratamento dos fios e recorrem à tesoura, tentando salvar parte dos cabelos. Porém, os passos são praticamente os mesmos do processo para corrigir a porosidade, mas é preciso um tratamento mais focado. Para quem chegou a esse ponto por excesso de químicas e chapinha, Carla Soares explica que é preciso abrir mão destes procedimentos para que o cabelo respire e receba melhor a reposição de massa.

O ideal é escolher tratamentos poderosos, como a cauterização, e repeti-lo algumas vezes, pois, segundo a cabeleireira, dificilmente o cabelo vai ficar saudável em apenas uma sessão. A profissional conta que para salvar cabelos muito danificados, é preciso investir em produtos específicos para o tipo de fio (para manter os cuidados em casa mesmo com os tratamentos no salão), e paciência, pois as madeixas vão se recuperar aos poucos, em um processo que pode levar até meses.

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Motivações para emagrecer

-Tenho um namorado lindo
-Engravidar (futuramente)
-Ter saúde
-Ficar linda

Dia 15/150

Não é difícil emagrecer! Sei que eu já disse o contrário, mas se pensar bem a respeito, vai ver que não é difícil emagrecer. A fórmula é simples: Comer menos e gastar mais. Não é necessário nenhum sacrifício absurdo, como passar fome e se matar na academia, e isso eu falo com conhecimento, pois já emagreci só diminuindo a comida no prato, e fazendo caminhada. Sabe o que é complicado? Complicado é ter determinação e força de vontade para colocar isso em prática, dia após dia e a cada instante do dia.

Quando eu decidi emagrecer pela primeira vez, em novembro de 1999, eu tinha 17 anos e pesava 73 Kg. No começo emagreci 1 Kg por mês (o que é muito pouco) e foi assim por 5 meses. Após esse período, eu tive uma "motivação" para emagrecer mais rápido, e comecei a perder 3 Kg por mês (durante 2 meses) e então a diferença foi notável! Depois continuei emagrecendo pouco por mês, até chegar a um peso perfeito: 58, 200 Kg

Meu primeiro emagrecimento, no ano 2000:
  • Janeiro: 71,800
  • Fevereiro: 70,800
  • Março: 69,800
  • Abril: 68,700
  • Maio: 65,400
  • Junho: 62,700
  • Julho: 62,100
  • Agosto: 61,900
  • Setembro: 61,700
  • Outubro: 60,300
  • Novembro: 59,900
  • Dezembro: 58,200

quarta-feira, 22 de abril de 2015

Dia 10/150


Nesses dez dias eu não consegui manter o foco no meu objetivo, mas quero voltar hoje com toda a força de vontade. Com as mesmas estratégias: Comer em casa, caminhar e cortar as comilanças de bobagens.

Também decidi economizar. Preciso começar a guardar dinheiro, pois quero comprar uma casa e para isso é necessário economizar. Algumas atitudes para isso:
  • Parar de comer fora de casa
  • Comprar apenas o que for necessário
  • Escolher os produtos mais baratos
  • Não gastar com brincos
  • Não fazer compras em catálogos da Avon e Natura
  • Não fazer compras de roupas e sapatos - pelo menos até conseguir emagrecer os 10 Kg.
  • Não fazer compras pela internet

O plano é tentar guardar R$ 1.500,00 por mês.

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Dia 1 de 150

Decidi fazer um desafio de 150 dias. Serão 150 dias para perder 10 Kg, o que equivale a 5 meses e portanto, 2 Kg eliminados por mês.

Resumo do dia 1:

Comi frutas (banana + maçã + pera) no intervalo entre as refeições, bebi bastante água, caminhei na hora do almoço (pois vim a pé para a casa), fiz caminhada de 1 hora após o trabalho. Meu intestino funcionou bem.
Erros cometidos: comi algumas bolachinhas e salgadinhos fritos durante o dia.

Mudando o estilo de vida

Me pesei no sábado, depois de 1 mês sem subir na balança, e meu peso aumentou mais 1 Kg:

72,300 Kg

Preciso perder mais de 10 Kg.
Voltei a almoçar em casa a partir de hoje. Por três motivos:
1º - Cuidar da minha saúde (pois só tenho comido bobagens na hora do almoço).
2º - Emagrecer (afinal, são 10 Kg... é muita coisa!)
3º - Economizar (comer fora todo dia está acabando com meu corpo e com meu bolso).

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Sonhando com filhos

"Dá-me filhos, senão morro" Gênesis 30.1b

Esse foi o clamor de Raquel, que via sua irmã gerar filhos um atrás do outro enquanto seu ventre era "seco". Deus lembrou-se dela e a ouviu, então ela foi mãe de José e depois de Benjamim.
O desejo de ser mãe está ardendo no meu coração. E por causa da minha idade, tenho estado ansiosa para realizar esse desejo.


Essa noite eu tive um sonho, sonhei que éramos uma família, com dois filhos: um menino e uma menina. Que sonho lindo e gostoso! Eu gostaria de ter um menino, mas pelo o que Deus quiser me dar, eu O louvarei.


O meu primeiro passo foi fazer um plano de saúde, e o segundo passo vai ser um acompanhamento ginecológico. A minha primeira consulta já está marcada para o dia 05 de maio.

segunda-feira, 6 de abril de 2015

Blog Privado


Deixei o blog no modo privado. Ou seja, a partir de hoje só eu tenho acesso a ele. Quero um pouco de privacidade, depender menos da internet. Talvez eu delete minhas contas no facebook, instagram e whatsapp... talvez! Talvez eu apenas evite usá-los.

quinta-feira, 2 de abril de 2015

Desejo - Victor Hugo

Desejo primeiro que você ame,
E que amando, também seja amado.
E que se não for, seja breve em esquecer.
E que esquecendo, não guarde mágoa.

Desejo, pois, que não seja assim
Mas se for, saiba ser sem se desesperar

Desejo também que tenha amigos
Que mesmo maus e inconsequentes
Sejam corajosos e fiéis
E que pelo menos em um deles
Você possa confiar sem duvidar

E porque a vida é assim
Desejo ainda que você tenha inimigos
Nem muitos, nem poucos
Mas na medida exata para que
Algumas vezes você se interpele
A respeito de suas próprias certezas.
E que entre eles
Haja pelo menos um que seja justo


Desejo depois, que você seja útil
Mas não insubstituível
E que nos maus momentos
Quando não restar mais nada
Essa utilidade seja suficiente
Para manter você de pé.

Desejo ainda que você seja tolerante
Não com os que erram pouco
Porque isso é fácil
Mas com os que erram muito e irremediavelmente
E que fazendo bom uso dessa tolerância
Você sirva de exemplo aos outros

Desejo que você, sendo jovem,
Não amadureça depressa demais
E que sendo maduro
Não insista em rejuvenescer
E que sendo velho
Não se dedique ao desespero
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor

Desejo, por sinal, que você seja triste
Não o ano todo, mas apenas um dia
Mas que nesse dia
Descubra que o riso diário é bom
O riso habitual é insosso
E o riso constante é insano.

Desejo que você descubra
Com o máximo de urgência
Acima e a respeito de tudo
Que existem oprimidos, injustiçados e infelizes
E que estão bem à sua volta

Desejo ainda
Que você afague um gato, alimente um cuco
E ouça o joão-de-barro
Erguer triunfante o seu canto matinal
Porque assim, você se sentirá bem por nada

Desejo também
Que você plante uma semente, por menor que seja
E acompanhe o seu crescimento
Para que você saiba
De quantas muitas vidas é feita uma árvore

Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro
Porque é preciso ser prático
E que pelo menos uma vez por ano
Coloque um pouco dele na sua frente e diga:
"Isso é meu"
Só para que fique bem claro
Quem é o dono de quem

Desejo também
Que nenhum de seus afetos morra
Por eles e por você
Mas que se morrer
Você possa chorar sem se lamentar
E sofrer sem se culpar

Desejo por fim
Que você sendo homem, tenha uma boa mulher
E que sendo mulher, tenha um bom homem
Que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes
E quando estiverem exaustos e sorridentes
Ainda haja amor pra recomeçar

E se tudo isso acontecer
Não tenho mais nada a lhe desejar

quarta-feira, 1 de abril de 2015

Oral Hair - 3 meses

Resultados do Oral Hair em três meses: a queda diminuiu, mas ainda ocorre. O cabelo continua fraco, mas nasceram vários fios.
Como estou tomando: 2 cápsulas após as refeições. Mas geralmente tomo apenas após o jantar, um dia ou outro que lembro de tomar após o almoço. 
Tomei 3 caixas da vitamina, quando na verdade o tratamento correto seria ter tomado 6 caixas em 3 meses. Ainda tenho uma caixa inteira, por isso vou dar continuidade ao tratamento.